Fique em Casa… e viaje com a RadioNOS

Saia do normal, mas não saia de casa, se possível.

Pegue umas cadeiras, um banquinho, uma mesinha de plástico, de alumínio ou até de centro, leve para o quintal, para a área interna da frente da casa, não na rua, para a varanda do apartamento, para a laje. O importante é variar.

Leve uma Heineken, uma Brahma, uma Cristal, uma Glacial, uma Ypióca, uma Pitu, um Jack Daniels, um Joãozinho caminhador, um Chandon, um Casillera, um Quinta do Morgado, um Dom Bosco, uma limonada, uma chá gelado, uma garapa de rapadura,um São Geraldo, uma água de coco (não necessariamente nessa ordem ou lista completa). O importante é variar.

Ligue a hidro, bote ar na piscina inflável, encha o caixa de fibra, desatarraxe o chuveirão do quintal, abra a torneira do jardim, entre na bacia de plástico. O importante é variar.

Ligue a música. Brega, MPB, Pink Floyd ou cor-de-rosa, forró, gospel, samba, funk, heavy metal, Spotify, Deezer, toca-fitas, CD, vinil, gaita de foles, RadioNOS. Mas tudo no bom volume privativo. Bote sol no pele, ou um sorriso no rosto. O mundo continua a girar. Vai passar. “Amanhã será outro dia”. Mas fique em casa, se possível.

E viaje com a RadioNOS.com

Deixe uma resposta

Comente utilizando sua conta do Facebook