RadioNOS.com - O Melhor em CREATIVE COMMONS Music - O que não se ouve por aí

Bill Wurtz – A arte da espontaneidade

Em 2 de Fevereiro de 2016, um vídeo de um canal até então obscuro foi lançado. “history of japan” hoje acumula mais de 23 milhões de visualizações e é o maior sucesso do artista Bill Wurtz. Ao assistí-lo pela primeira vez a reação mais provável é a supresa com o seu humor e estilo único de exposição, seguida pelo desejo de ver mais conteúdo como esse. Então, ao examinar o canal dele, você vê que ele é muito mais do que isso.

 

 

Bill compôs músicas por boa parte de sua vida. Em seu website existem trabalhos datados desde 2005, a maior parte deles sendo pequenas peças instrumentais que ele faz no dia-a-dia para manter a mente sempre fresca. Até que em 2013 ele começou a postar vídeos utilizando as suas músicas no YouTube, e em 2014 no finado Vine (que se mostrou uma plataforma apropriada para os seus vídeos, que podem ser descritos como rápidos jingles de alguns segundos). Seus vídeos são notáveis pelo humor seco, absurdo e às vezes niilista, entregue em uma estética surrealista inspirada em design gráfico dos anos 80 e 90, sem falar de sua musicalidade contagiante.

 

 

Entretanto, eu fiz esse texto para mostrar apreciação pelas suas músicas mais longas, que pra mim englobam as características desse artista de uma maneira especial e mostram como ele pode ser apreciado por um público maior. À primeira vista uma delas pode parecer apenas um Vine de Wurtz com alguns minutos: algo aparentemente aleatório feito para se gostar ironicamente. Mas, à medida em que você escuta, não consegue ignorar o quão genuinamente boa e passional ela é. Sequências de acordes complexos inspirados em Funk e Jazz, uma produção simples mas competente, e letras peculiares mas que encantam pela sua espontaneidade única. E é exatamente esta a síntese de toda a obra de Bill Wurtz: faça exatamente que vier à cabeça, sempre que puder, e sem se importar se vai sair esquisito ou se as pessoas irão entender logo de cara. Isso, e o fato de que as músicas por si só já evocam um sentimento aconchegante e confortável, tornam o trabalho de Bill Wurtz algo realmente inspirador.

 

 

Atualmente ele ainda está ativo no Twitter (recomendo seguí-lo, para pérolas de sabedoria diárias), apesar de fazer um bom tempo desde sua última atualização no YouTube, por ele estar há mais de 8 meses trabalhando na super-antecipada sequência de “history of japan”. Nas palavras do próprio homem, it should be epic as fuck. Enquanto isso, confira mais de seu trabalho e desenvolva uma nova apreciação pelo estranho e nonsense.

 

Deixe uma resposta

Comente utilizando sua conta do Facebook